Será a culpa (sempre) das mães?

sentimento-de-culpa

É amplamente conhecida a velha ideia psicanalítica segundo a qual, as mães, enquanto principais cuidadoras/educadoras dos seus filhos(a), são as principais “culpadas” dos problemas psicológicos das crianças. Sabemos que, na sua generalidade, a maior parte dos problemas psicológicos decorre de relacionamentos interpessoais disfuncionais. Mas será que é mesmo assim? Serão as mães (ou o seu substituto) as principais culpadas? Continuar a ler

A Afasia

afasiaA afasia é o impedimento do uso da linguagem provocado por alterações cerebrais e pode definir-se como uma perturbação na capacidade de usar, na descodificação ou codificação, os elementos significativos da fala, os vocábulos ou seus componentes de função distintiva (os fonemas), afetando a sua seleção e oposição em relação à sua similaridade ou a sua combinação e encadeamento na contiguidade de um contexto. Continuar a ler

Acting: Patologia do Agir

agressividade-1

Na patologia do agir, o sujeito em vez de pensar as coisas colocam-nas em ato: ora no exterior, através de comportamentos (acting out) oura no próprio corpo (acting in). Segundo Bion, autor conceituado nesta temática, é quando a criança percebe que o objeto materno não é capaz de tipificar ou nomear que a criança passa à ação. Por detrás do acting estão muitas vezes perdas muito precoces – em geral no segundo ano de vida. Continuar a ler

O Normal e o Patológico

psicopatologia-mecanismos-de-defesa-e-resistencia

Nos dias que correm é vulgar ouvirmos falar em normal e anormal: É normal que, quando está com gripe, a pessoa tenha febre; é normal que as raparigas se vistam de cor-de-rosa; é normal que os rapazes gostem de futebol… aquela pessoa está a coxear – é anormal –, o vizinho de cima está sempre a falar do mesmo – é anormal. Mas no fundo o que é isto de normal e anormal? Qual é o contrário de normal? Patológico? Continuar a ler

Exercer a profissão de Psicólogo

sem-nomeHá uns anos atrás, ser licenciado em Psicologia era condição suficiente (sinónimo) para ser Psicólogo. Com a criação da Ordem dos Psicólogos Portugueses, tudo isso mudou. Mas estar inscrito na Ordem dos Psicólogos Portugueses é apenas o início dos procedimentos necessários para o exercício da profissão de Psicólogo.

Nesta publicação deixo uma reflecção essencialmente focada nos aspetos contabilísticos, fiscais e legais em torno do exercício da Psicologia. Continuar a ler

Modelos mentais na aprendizagem dos movimentos

dicassobresaude

Os processos de aprendizagem utilizam métodos pedagógicos enraizados em diferentes modelos teóricos de referência que pela sua adequação específica, devem permitir uma aprendizagem mais rápida e eficiente. Nas atividades físicas, modelos teóricos, pedagógicos e mentais são conceitos frequentemente baralhados, pelo que se considera de importância fundamental a sua clarificação.

Continuar a ler

A Morte e o Luto

54f6ff9512e9e4-05397443Ao nascermos todos ficamos sujeitos a uma mesma limitação: a morte. Apesar de nos ser a todos familiar – quer pela experiência próxima do falecimento de familiares quer de amigos ou mesmo desconhecidos – o tema da morte e do luto é um dos mais difíceis de abordar, causando um sofrimento terrível.

Continuar a ler

Stresse e Exercício Físico

pu-form-font-b-ball-b-font-basketball-five-size-toys-for-kids-font-b-stressPraticamente todos os dias ouvimos falar de Stresse e dos seus efeitos negativos na nossa saúde e bem estar. Todos os anos, os médicos prescrevem milhões de antidepressivos, tranquilizantes e hipnóticos que resolvem apenas parte do problema. Mas ao contrário do que se pensa, o stresse não merece uma visão tão negativa, já que sem ele, provavelmente nem nos conseguiríamos levantar ou realizar as tarefas do nosso dia-a-dia.

Continuar a ler