Psicologia: A união faz a força

a-uniao-faz-a-forca_thumbnail

Lembro-me de um colega me contar, há uns anos atrás, que, ao pedir ao médico de família o atestado de comunicação interpessoal para frequentar o curso de Psicologia, o médico lhe terá respondido: “Olha, olha… mais um que vai para o desemprego…”

É lamentável forma como algumas pessoas encaravam (se é que não encaram ainda) o curso de Psicologia. Mas ainda mais lamentável é a forma como, por vezes, muitos psicólogos, estagiários e estudantes de psicologia se conformam e revêm nesta perspetiva.

Ao contrário de outras profissões, em que a união faz a força, quantas vezes não vemos os psicólogos de costas voltadas, a discordarem só porque a mesma realidade é dita por palavras diferentes. Talvez porque desde cedo também se habituaram a ver essa atitude em alguns dos seus mentores, que fazem da riqueza e diversidade da psicologia um ponto de conflito e desunião.

No dia em que todos os psicólogos tiverem orgulho na profissão, focando-se mais nas semelhanças do que nas diferenças e que, sobretudo, exerçam esta ciência com paixão, a Psicologia será grande. Quero acreditar que este dia já esteve mais longe. Talvez valha a pena pensar nisto…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s